Nossa Senhora Aparecida


Comunidade Nossa Senhora Aparecida: Amoras

Por volta do ano de 1972, foi enviado um grupo de fiéis para um novo bairro chamado a princípio de Arduíno Bolivar ou Colônia Vaz de Melo, hoje Alto das Amoras. Iniciaram um trabalho de evangelização. Os enviados faziam parte do Movimento do Cursilho de Cristandade, alguns dos quais relaciono aqui: Sr. Dico e Dª Conceição, Marcial e Alidia, Geraldo Ramos, Sr. Zizinho e Dona Mariinha, Sr. Damacano, Sr. Ladito, Sr. Salvador e Dª Maria, Sr. Manoel e Dª Maria Alice. O Trabalho realizado era de celebração do culto e catequese para as crianças. A primeira missa foi celebrada ao ar livre pelo  Pe Manoel Isaú, com a presença de alguns moradores, uma parte ficava de longe, mas não participava. O Pe Manoel Isaú cursava, na época, mestrado na Universidade de Viçosa, ele ajudou não só nos trabalhos religiosos, mas também pagando consultas, comprando remédios, visitando as famílias. Havia nesta época um foco muito grande de espiritismo que atraía muita gente, inclusive de fora da cidade e conseguia afastar os moradores da igreja. Tinha mais evangelizadores que participantes.

A princípio foi construída uma coberta de telha de amianto para as celebrações. A catequese era dada ao redor desta cobertura e nas casas dos moradores que freqüentavam o movimento. Alguns meses depois foi feita uma cerca, por volta de 1977. Sendo os primeiros moradores: Antônio Messias e Manoel Tavares. O bairro cresceu rapidamente e com esse crescimento um período de muita miséria. A doença tomou vulto assustador, surgiu assim uma grande necessidade de se fazer um trabalho de ajuda material. Diante das dificuldades encontradas, um grupo resolveu fundar uma conferência vicentina, envolvendo também pessoas do lugar, incentivando a ajuda mútua. A primeira conferência foi fundada em 1981. A primeira capela foi construída em 1980, numa terra de propriedade da prefeitura municipal de Viçosa, mais tarde esse terreno foi doado à Paróquia Santa Rita. Ao lado da capela foi construída a sede da conferência que tinha, e ainda têm, o nome de Nossa Senhora Senhora Aparecida, nome que também foi dado à capela. Nesta época não havia luz e nem água no bairro, foi então fundada a Associção de Moradores pelos vicentinos. Neste período foram conseguidos as instalações de água e luz, e feita a solicitação de um grupo escolar, que hoje existe e recebe o nome de escola Municipal Nossa Senhora de Fátima. Devido ao crescimento do bairro, a capelinha foi demolida e construída, com o apoio de toda a comunidade, uma nova capela, que ainda precisa de acabamento.

Conselho Comunitário de Pastoral Nossa Senhora Aparecida

Coordenador Comunitário: Sandra Aparecida Viana de Souza

Vice Coord.Comunitário: Paulo Renato Martins

Secretária: Rosângela Martins Moreira

Tesoureira: Janete de Queiroz B. Ramos

Coord. da Catequese: Jhúlia Gomes D. de Souza

Coord. Catequese: Silvério Celso Crisóstomo

Coord. do Batismo: Maria da Conceição Daniel

Vice Coord. do Batismo: Regina do Carmo Mariano

Coord. da Liturgia: Regiane Aparecida Fonseca

Vice Coord. da Liturgia: Bráz Francisco R. Chaves

Coord. do Dízimo: Marcelo Sebastião de Souza

Vice Coord. do Dízimo: Maria da Conceição M. Rodrigues

Coord. da Acolhida: Irene F. de Abreu 

Vice Coord. da Acolhida: Margarida Bittencourt

Coord. da Pastoral da Esperança: Imaculada Maria R. Martins

Vice Coord. da Pastoral da Esperança: Amélia Libânia da Silva

Coord. Grupos de Reflexão: Maria Lúcia da Silva

Vice Coord.  Grupos de Reflexão: Dalvani de O. Damasceno

Coord. Pastoral da Criança: Maria da Glória Guimarães

Coord. Terço dos Homens: Jorge Pereira